Última das cinco festas do Projeto Kitutê da Batuta acontece no próximo sábado. clique aqui e fique sabendo onde vai ser

20/08/2019


O projeto Kitutê de Batuta, festa tradicional de cultura afro-brasileira realizada pela Associação Cultural Capoeira Mandinga-ê (Accamê) por meio do Prêmio Aniceto Matti, terá seu encerramento neste sábado, dia 24, a partir das 17h, na sede da associação, a Casa de Dona Tê - Senzala Nova, localizada no conjunto Guaiapó.

“Kitutê de Batuta é uma festa já tradicional, que fazemos há muitos. A gente começou de forma bem pequena porque os amigos gostavam de vir comer comidas típicas da cultura afro, participar da roda de capoeira e de algumas outras manifestações e essa festa foi crescendo ao longo do tempo, até que resolvemos colocar no edital do prêmio, onde foi aprovada na área de patrimônio cultural”, explica a coordenadora geral do projeto, Mariana Rodrigues da Silva, a Maré.

Por meio do projeto contemplado pelo prêmio, já foram realizadas quatro festas gratuitas, todas com casa cheia. Para democratizar ainda mais a cultura e tornar o evento mais acessível, a festa de encerramento será na rua e aberta a todos que quiserem brincar, dançar e apreciar. Vai reunir os grupos parceiros que passaram pelas edições anteriores.

Haverá roda de Capoeira Primitiva e Angola, atividade que também é parte da 4° Semana da Capoeira de Maringá, reunindo capoeiristas de toda a cidade para participar. Além disso, haverá manifestações culturais como o samba do Pendura Saia com o grupo da casa; bumba meu boi com o grupo Anjos da Guarda; Maracatu Baque Mulher, trazendo para a festa a tocada do II Obá Xirê, com a presença da Mestra Joana e demais batuqueiras e batuqueiros, inclusive vindos de Recife; Samba de Roda e Coco de Umbigada com o Centro Cultural Sucena.

“As pessoas vem aqui e conhecem um pouco da forma que a gente vive, que reinventa nosso cotidiano. Conversam e ouvem as contações de histórias porque dentro da cultura essa é parte do aprendizado, a forma como carregamos a cultura e a levamos pra frente. Isso é extremamente importante: ouvir o mestre falando, os mais velhos falando”, conta Maré. Pedro Carlos Tomás, o mestre Raiz, responsável pela Accamê, é um dos que vai compartilhar conhecimento.

Comidas feitas principalmente pelos moradores do bairro estarão à venda, a fim de gerar renda na comunidade e fazer com que ela participe de outras formas desta ação.

 

Serviço

Kitutê de batuta – edição rua

Dia 24 de agosto (sábado)

Horário: a partir de 17h

Local: Casa de Dona Tê - Senzala Nova (Rua Dante Ghiseline, 60, Cj. Guaiapó)

Entrada gratuita / Classificação livre


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.