UE tenta salvar acordo nuclear com Irã

10/07/2019


 

O aumento do nível de enriquecimento de urânio para lá do limite prescrito no acordo nuclear é uma "tentativa de extorsão" da comunidade internacional por parte do Irão, acusou o governo norte-americano, esta quarta-feira.

Os signatários europeus do acordo de 2015 também criticaram a decisão do regime de Teerã, mas são mais tolerantes porque querem salvar uma das maiores conquistas diplomáticas dos últimos anos, diz um analista.

Para diminuir o impacto do abandono do acordo pelos EUA, bem como as renovadas sanções económicas contra o Irão, a União Europeia criou um mecanismo de proteção para as empresas do bloco a atuar nesse país, mas são uma gota de água no oceano.

"Certamente que os esforços europeus podem ajudar a ganhar algum tempo, mas não vão salvar a economia iraniana. Um grande apoio poderá vir da Ásia. Se a China voltar ao seu nível anterior de importação de petróleo do Irão, sem dúvida que a economia iraniana se pode manter à tona, pelo menos até as eleições presidenciais dos EUA, em 2020", acrescentou o analista.

Apesar das críticas e ameaças, o governo norte-americano diz continuar disposto a levar a cabo uma "negociação sem precondições para uma completa normalização das relações".

fonte: euronews.com


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.