Semeadora de Escolas: Falece a professora Adelaide Colombari
Por: Dirceu Herrero

13/02/2020


 

Faleceu nesta quinta-feira, 13, a professora Adelaide Colombari. Ela tinha 76 anos e se destacou pela dedicação ao setor da educação, tendo sido Chefe do Núcleo Regional (NRE) de Maringá nos períodos de 1994/1995 e 2003/2010.
 
Adelaide também foi responsável pelo projeto pedagógico de vários colégios da cidade, como Nobel, Platão e Anglo, e as instituições de ensino superior Unicesumar e Uningá, entre outros estabelecimentos. 
 
 
Adelaide Colombari nasceu na zona rural da pequena Regente Feijó, interior de São Paulo. A história da professora está imortalizada na biografia “Semeadora de Escolas”, que conta detalhes da trajetória dela, desde a infância, passando pelos tempos em que deu aulas na zona rural de São João de Caiuá, a atuação marcante em escolas da região, até chegar à chefia do Núcleo Regional de Educação.
 
 
O título do livro remete às escolas criadas durante as duas gestões em que Adelaide chefiou o núcleo e também ao período em que atuou na criação de instituições de ensino. O reitor da Universidade Estadual de Maringá (2002-2006), Gilberto Cezar Pavanelli, escreveu o prefácio da obra e lembra que formalizou várias parcerias com o NRE na época de Adelaide, atraindo muitos recursos para a UEM que culminaram em benefícios para a comunidade universitária. 
 
 
O prefeitura Ulisses Maia diz que a professora Adelaide Colombari deixa um grande legado, não apenas como educadora, mas principalmente como cidadã, mãe, avó, e bisavó.  “Nunca é demais lembrar de sua inestimável dedicação ao ensino, contribuindo de forma muito decisiva para fazer da educação um instrumento de transformação social e de evolução profissional. Sua história, tão admirada em vida, permanecerá eternamente como uma referência para todos nós”.
 
 
O vice-prefeito de Maringá, professor Edson Scabora, ressalta que Adelaide Colombari sempre foi uma profissional muito assertiva e, diante das dificuldades, agia com rapidez, encontrando solução para os problemas. “Ela possuía um coração enorme e como cidadã e profissional sua história merece todo o nosso respeito, pois se transformou é um dos maiores ícones da área da Educação”, pontua Scabora.
 
 
O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Maringá e Região (Sinepenopr), Wilson de Matos Silva Filho, comenta que Adelaide Colombari foi uma professora e gestora na área de educação que sempre buscou resultados práticos, que não se conformava em fazer o comum. “Ela primava pelo diferencial, fosse por meio da criatividade, da articulação política ou do seu trabalho incansável”, frisa.
Graças ao seu trabalho pela comunidade, a professora recebeu, em agosto de 2018, o Brasão do Município e do título do Mérito Comunitário.
 
 
Em 2019, foi homenageada pela Câmara Municipal e recebeu, por meio de projeto de lei dos vereadores Carlos Mariucci e Mario Verri, o título de Cidadã Benemérita de Maringá.
 
 
Adelaide foi casada com o também professor Osler Colombari (in memoriam) com quem teve cinco filhos: Adeler (in memoriam), Vânea, Herley, Gisele e Osler Filho. São 13 netos e seis bisnetos. Seu corpo está sendo velado no Cemitério Parque e será enterrado nesta sexta-feira às dez horas.
 
 
 
 
 
 
 
 

Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.