Segunda etapa do Enem-PPL acontece neste domingo em 55 unidades do Deppen
Neste domingo (16) serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com início às 13h30.

14/01/2022


Foto: DEPPEN-PARANÁ

 

A segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclui a privação de liberdade (Enem PPL/2021) será neste domingo (16). As provas acontecerão em 55 unidades do Departamento de Polícia Penal do Paraná (Deppen), e serão promovidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Neste domingo serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com início às 13h30. No domingo anterior os PPL fizeram as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Segundo o Inep, em todo o País 54.227 pessoas privadas de liberdade estão inscritas para as provas, e 1.307 candidatos fizeram a primeira prova no Paraná, segundo o levantamento do Deppen divulgado nesta quinta-feira (13).

 

De acordo com a coordenadora do Setor de Educação e Capacitação do Deppen, Irecilse Drongek, a integração com o Inep é de extrema importância para todo sistema prisional, pois proporciona uma perspectiva de mudança às pessoas privadas de liberdade após o cumprimento de pena.

"É importante para o desenvolvimento dos meios socioeducativos e de ressocialização das pessoas privadas de liberdade e para a evidência do Estado do Paraná em relação ao retorno da população carcerária em convívio com a sociedade. O departamento reforça que, a partir deste projeto, a população em geral tem sido a maior beneficiada”, disse.

PRIMEIRA FASE 

Dos 2.233 presos inscritos no Enem-PPL, 1.307 fizeram a prova da primeira fase, ou seja, 58,89% de presença. De acordo com Irecilse Drongek, as ausências, que representa 41,1%, aconteceram devido a situações de trocas de presos nas unidades, suspensão da aplicação na unidade, suspeita de Covid-19, o não retorno da saída temporária e também às desistências de alguns presos.

REGIONAIS 

 Das sete regionais do Deppen, a de Maringá e Cruzeiro foi uma das que mais registrou presença de pessoas fazendo a prova do Enem-PPL na primeira etapa, com 66,94%, seguida por Londrina (67,49%), e Francisco Beltrão e Guarapuava (65,15%).

Para o coordenador regional do Deppen em Maringá, Luciano Brito, a educação é a base do projeto de tratamento penal, e assim os agentes possibilitam um ambiente seguro.

Nós temos bons professores, que ajudam a despertar nos presos a vontade de mudar de atitude, e os bons resultados que os alunos tem no Enem em nossas unidades evidenciam o bom trabalho. Nosso objetivo agora é que com boas notas tenhamos um aumento no número de presos em cursos superiores, pelo ensino a distância e presencial”, afirmou.

ENEM 

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (Prouni).

As provas do Enem-PPL são as mesmas do Enem regular, mas aplicadas nas unidades prisionais. O exame, que tem participação voluntária e gratuita dos privados de liberdade, é constituído de Redação em Língua Portuguesa e mais quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha.

 

AEN/PR

 

 


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.