Rússia enfrenta novas suspeitas de doping
A Agência Mundial Anti-doping (WADA) deu três semanas à Rússia para explicar os indícios de manipulação de dados no laboratório que testa os atletas russos. Informação que esteve na base dos processos por alegado doping nos Jogos Olímpicos de 2014.

23/09/2019


Moscou é acusada de produzir informação com várias inconsistências. Caso a fraude seja comprovada, a Rússia pode voltar a ser banida das principais competições internacionais.

 

Olivier Niggli, director-geral da WADA explica que "o próximo passo é aguardar uma resposta da Rússia; depois, poderá existir uma reunião entre os nossos peritos e os russos para ouvir e compreender as explicações. Se for elaborado um novo relatório, voltamos ao Comité que vai analisar e decidir o que fazer." A decisao pode determinar a proibição dos atletas russos participarem nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano.

A Agência Mundial Anti-doping quer ver esclarecidas as informações que indiciam manipulação. O ministro russo do Desporto adianta que foram comparados os dados do laboratório de Moscovo com os de uma denúncia anónima, mas que desconhece ainda em que consistem.


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.