Prefeitos da Amusep participam de encontro pró-unificação das eleições.
“A redução de gastos é o principal argumento dos defensores da coincidência dos mandatos. O Brasil vai economizar bilhões de reais, além de interromper a quebra no ritmo do trabalho dos gestores públicos, que, a cada dois anos, são obrigados a se envolverem com as campanhas eleitorais”, diz Fábio Vilhena

04/06/2019


Oito prefeitos representaram as 30 cidades da área de abrangência da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), durante encontro de apoio à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 56/2019, que unifica as eleições no País. O evento foi realizado nesta terça-feira (quatro), pela manhã, na sede da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em Brasília (DF).

Participaram da solenidade em defesa da coincidência de mandatos, os prefeitos de Atalaia, Fábio Fumagalli Vilhena de Paiva, presidente da Amusep; de Ângulo, Rogério Aparecido Bernardo, presidente do Consórcio Público Intermunicipal de Gestão da Amusep (Pró-Amusep); de Doutor Camargo, Édilen Henrique Xavier, o Mineiro; de Floresta, Ademir Luiz Maciel, o Dê; de Itaguajé, Crisógono Noleto e Silva Júnior, o Juninho; de Nossa Senhora das Graças, Francisco Lorival Maratta, o Chico Maratta; de Paiçandu, Tarcísio Marques dos Reis; e de Santo Inácio, Júnior Marcelino dos Santos.

Economia

De acordo com o presidente da Amusep, uma enquete entre os prefeitos indicou que a maioria é favorável pela unificação das eleições. “A redução de gastos é o principal argumento dos defensores da coincidência dos mandatos. O Brasil vai economizar bilhões de reais, além de interromper a quebra no ritmo do trabalho dos gestores públicos, que, a cada dois anos, são obrigados a se envolverem com as campanhas eleitorais”, destaca Fábio Vilhena.

Estudo acadêmico apresentado pela CNM estima que o valor das eleições está entre 3,5 e 4,5 bilhões de dólares. Nesse total, estão somados os gastos dos candidatos e o investimento feito pela Justiça Eleitoral para organizar e realizar os pleitos.

O presidente do Pró-Amusep concorda. Rogério Bernardo ressalta que as eleições únicas vão fortalecer o processo democrático. “O eleitor vai votar de vereador a presidente da República. Mudam-se as estratégias dos partidos políticos; a argumentação ganha força na hora de convencer o eleitorado; e onera-se menos a sociedade”, acrescenta.

Municipalistas

O encontro desta terça-feira reuniu mais de uma centena de prefeitos paranaenses. Todas as associações regionais de municípios do Estado estiveram representadas. Líderes do Movimento Municipalista e parlamentares da bancada federal do Paraná também participaram do evento. O presidente da CNM, Glademir Aroldi, ex-prefeito de Saldanha Marinho (RS), elogiou a mobilização da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), que convocou os associados a estarem em Brasília, e reforçou o discurso pela urgência das reformas no País. “A reforma política é tão importante quanto à da previdência. Por isso, defendemos a unificação das eleições”, afirma.

Darlan Scalco, prefeito de Pérola e presidente da AMP, declara que, no Paraná, há consenso, entre os líderes municipalistas, em torno do apoio à PEC 56, que precisa ser aprovada até setembro deste ano para entrar em vigor antes das próximas eleições, previstas para 2020. “Mostramos nossa união em um tema que mais que uma pauta dos prefeitos é uma reivindicação dos cidadãos brasileiros”, diz.

Bancada paranaense

Para os parlamentares da bancada federal do Paraná, o momento é oportuno para discutir, analisar e votar matéria sobre a coincidência de mandatos. A avaliação é dos senadores Oriovisto Guimarães e Flávio Arns; e dos deputados Sérgio Souza; Nelsi Coguetto Maria, o Vermelho; Luísa Canziani; Aline Sleutjes; Luiz Goularte Alves, o Luizão Goulart; e do ex-deputado Luiz Carlos Hauly.

Na opinião dos presidentes das associações Goiana de Municípios, Paulo Rezende; e de Municipalistas de Pernambuco, José Patriota, o encontro promovido pela AMP vai servir de modelo para estimular o debate entre os prefeitos dos respectivos estados deles.

Fonte: Agência CNM de Notícias


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.