Política: Municipalização do Aeroporto e Hospital da Criança dominam discussões na sessão da Câmara Municipal nesta terça.

30/04/2019


foto: arquivo O FATO
Dois assuntos dominaram as discussões dos vereadores durante a sessão desta terça-feira (30), na Câmara de Maringá: a municipalização do aeroporto regional e os recursos para a construção do Hospital da Criança.
 
Embora tenha votado favorável na primeira discussão, o vereador Jean Marques (PV) ressaltou que, melhor do que municipalizar de vez, o aeroporto em Maringá deveria ser concedido para a iniciativa privada. 
 
“Entre torná-lo 100% público, seria melhor privatizar o aeroporto. Mas o voto em primeira discussão é favorável, pois é realmente um erro histórico o aeroporto ser uma sociedade de economia mista. Essa discussão precisa avançar mais e, caso o Governo Federal realmente autorize a entrada de capital estrangeiro nos aeroportos, teremos mais concorrência de companhias aéreas, o que estimulará melhores serviços e preços na aviação”, comentou o vereador Jean Marques.
 
Aprovado com 11 votos favoráveis, o projeto de lei 15.100/2019, de autoria do Poder Executivo, dispõe sobre a autorização para a transformação da sociedade de economia mista, sob denominação Terminais Aéreos de Maringá – SBMG/SA, em empresa pública. 
 
Líder do Governo da Câmara, vereador Alex Chaves (PHS) defendeu o projeto argumentando que se trata de um erro, na atual legislação, o aeroporto em Maringá ser denominado como sociedade mista. 
 
   
HOSPITAL
Jean Marques teve um requerimento aprovado em regime de urgência especial que faz o seguinte questionamento ao prefeito municipal: as obras do Hospital da Criança vão continuar?
 
A polêmica envolvendo o hospital anunciado no ano passado envolve os investimentos do Governo do Estado. Em reunião na segunda-feira (29), o secretário Estadual de Saúde, Carlos Alberto Preto, disse que não há mais os R$ 54 milhões de contrapartida do Governo do Estado. Já o ex-secretário Estadual da Fazenda José Luiz Bovo garantiu que o dinheiro estaria previsto no orçamento para 2019.
 
“O Hospital da Criança é aguardado com muita expectativa por toda a população de Maringá e região. Seria a esperança de tratamentos mais agilizados e sem tanto desgastes para os pacientes e familiares, que precisam viajar para longe em busca de tratamentos mais especializados”, afirmou Jean Marques.
fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Maringá
 
 
 Pronunciamento dos Vereadores durante o "pequeno expediente"
 
 
 
 
 

Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.