MARINGÁ: Procon vistoria 43 estabelecimentos em operação contra venda abusiva

20/03/2020


Thiago Louzada / PMM


O Procon de Maringá teve uma agenda cheia essa semana. Operação contra venda abusiva de álcool em gel e máscara de proteção vistoriou 43 estabelecimentos. Foram recebidas 137 denúncias, sendo que algumas reclamações são sobre mesmo lugar. Trabalho também foi resultado de pesquisas anteriores comprando preços de produtos. Resultado mostra que empresas subiram abusivamente os preços explorando a preocupação dos consumidores pelo receio do coronavírus (Covid-19). Casos chegam a aumento de 2.900%. "Fizemos força tarefa para monitorar preços. Notificamos casos irregulares. Isso inibe que outras empresas subam muito o preço e tenham vantagem nessa hora crítica", comenta o fiscal Bruno Cesar Bieli.

 

Operação continuará na próxima segunda-feira, 23. Há outras 20 empresas sendo monitoradas. Das 137 denúncias, 55 foram sobre farmácias, 45 de farmácias de manipulação, 15 sobre supermercados e 22 de outros estabelecimentos. Entre as 43 vistorias na semana, sete empresas tinham irregularidades, 12 estão em monitoramento de preços, 14 foram notificadas para entregar documentos e notas fiscais dos produtos e dez estavam sem problemas, entre outras situações.

 

Procon chegou a interditar duas farmácias de manipulação na última quarta-feira, 18. Já ontem, 19, foram apreendidas três caixas de máscaras de proteção que eram vendidas numa loja popular na avenida Brasil. Casos mais atenuantes foram de máscara de proteção sendo vendida por R$ 30, sendo que preço média antes da crise do coronavírus era de R$ 1. E estabelecimento que subiu em 70% embalagem com álcool em gel de um dia para outro.
Casos de venda abusiva podem chegar a multa entre R$ 720 e R$ 9 milhões. E até cassação do alvará. Denúncias podem ser feitas nos telefones 151 ou 3293-8150.

 

Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.