LAVAGEM DE DINHEIRO: MP denuncia 46 envolvidos com facção criminosa em Londrina
confiscados quase R$ 3 milhões provenientes de roubos, extorsões e tráficode entorpecentes

08/07/2020


Quarenta e seis pessoas foram denunciadas por lavagem de dinheiro de facção criminosa pelo Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Londrina (Norte-Central do estado) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Foram apresentadas à 3ª Vara Criminal de Londrina duas denúncias contra o grupo no âmbito da Operação Sicário, deflagrada pelo MPPR e pela Polícia Militar do Paraná (a partir do Subsetor de Operações de Inteligência da Agência Regional de Inteligência) para investigar ações, em municípios do Norte paranaense, de organização criminosa com atuação em diversos estados a partir de presídios.

Além da condenação dos réus às penas previstas para lavagem de dinheiro de organização criminosa, o MPPR requer o perdimento de R$ 2.938.735,59 – soma dos valores que transitaram ilegalmente nas contas bancárias dos envolvidos e que teriam sido acumulados em práticas ilícitas, especialmente crimes de roubo, extorsão e tráfico ilícito de entorpecentes. Esse montante foi movimentado em transações bancárias ilegais, a maioria delas em depósitos fracionados em dinheiro, sem identificação, o que foi constatado a partir de quebra de sigilo bancário autorizado pela Justiça. Em função das provas reunidas, o Juízo da 3ª Vara Criminal de Londrina já havia determinado o bloqueio das contas bancárias dos envolvidos.

Autos: 0038792-62.2020.8.16.0014 e 0038798-69.2020.8.16.0014 - fonte:MPPR - foto- arquivo pcgoiás


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.