ESPANHA: Partido Socialista e coligação de esquerda derrota partidos de direita
Pedro Sánchez vai governar o país ibérico. O PSOE foi o partido mais votado com 28,7% dos votos nas eleições gerais

28/04/2019


Os dados finais mostram que o PSOE elegeu 123 deputados (28,7% dos votos) no Congresso dos Deputados, o PP (Partido Popular, direita) 66 (16,7%), o Cidadãos 57 (15,85%), o Unidas Podemos (extrema-esquerda) 35 (11,95%) e o Vox 24 (10,2%).

No discurso de vitória, o líder do PSOE, Pedro Sánchez, expressou que a vitória do partido socialista nas eleições legislativas espanholas transmitiu a "mensagem perentória" à Europa e ao mundo "que se pode ganhar ao autoritarismo".

Durante a sua intervenção, várias vezes interrompida por gritos de apoiantes, o candidato socialista e atual presidente do Governo espanhol, prometeu "respeitar a Constituição" e contribuir para a "convivência política".

"Trata-se de ganhar as eleições e de governar Espanha (...). Vamos governar Espanha!", afirmou perante milhares de apoiantes, acrescentando que o governo socialista será de "todos os espanhóis".

Sánchez prometeu um Governo "pró-Europa, para fortalecer a Europa", e construir "uma Espanha plural", assumindo como prioridades o combate à injustiça social e à corrupção.

"Não queremos o retrocesso, queremos um país que avance", disse.

 

Para o secretário-geral do PSOE, as eleições de hoje demonstraram que Espanha "tem uma democracia sólida" e que acedeu "em defesa do seu futuro e de mais direitos e liberdades".

O PSOE foi hoje o partido mais votado nas eleições legislativas espanholas, embora sem obter a maior absoluta, ao eleger 122 deputados, quando estão apurados 99,5 por cento dos votos.

fonte: euronews.net


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.