Domingo tem GP da Hungria mas a Fórmula 1 já tem seus dois primeiros dois casos de coronavírus
“Qualquer pessoa que participe de uma corrida é testada antes de viajar e deve produzir um resultado negativo para poder entrar na pista. Os testes são feitos a cada cinco dias, usando equipes médicas privadas durante o evento, além de triagem extra, inclusive na chegada ao circuito”, informou a F1 em comunicado oficial.

17/07/2020


A Fórmula 1 anunciou nesta sexta-feira (17) que duas pessoas testaram positivo para covid-19 no Circuito de Hungaroring, onde será disputado o GP da Hungria.

Segundo a F1, as duas pessoas não estavam presentes na Áustria, foram removidas das operações e isoladas, assim como quem teve contato próximo a elas. A categoria anunciou que realizou 4.997 testes na última semana, mais de 15 mil no mês, e que foram tomadas rígidas medidas de segurança desde que as corridas voltaram a ser disputadas.

“Qualquer pessoa que participe de uma corrida é testada antes de viajar e deve produzir um resultado negativo para poder entrar na pista. Os testes são feitos a cada cinco dias, usando equipes médicas privadas durante o evento, além de triagem extra, inclusive na chegada ao circuito”, informou a F1 em comunicado oficial.

O Grande Prêmio da Hungria está confirmado, uma vez que a Fórmula 1 entende que as pessoas infectadas não trabalharam em nenhuma equipe e não estavam na linha de frente do evento. A Fórmula 1 revelou que não vai divulgar detalhes específicos de equipes e pessoas que passaram pelos testes, mas os resultados serão fornecidos a cada sete dias.


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.