Diretor do Procon de Maringá, Dr. Geison Ferdinandi anuncia parceria com o Gaeco para fiscalizar postos e distribuidoras de combustíveis. Órgão terá poder até para fechar estabelecimentos.
A assinatura aconteceu na manhã desta terça-feira, (2).

02/07/2019


 

O Procon de Maringá anunciou a O FATO MARINGÁ em entrevista exclusiva diretor Geison Ferdinandi, que na manhã desta terça, 2, iniciou convênio com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Entre os alvos de investigações estão o alinhamento de preços, sonegação de impostos e adulteração dos produtos. 

Amanhã,(3), firmará parceria com a Receita Estadual, para alinhar ações no combate a irregularidades cometidas por postos de combustíveis.

 

A integração dos órgãos se dá após a abertura de investigação da precificação dos postos pelo Procon. Os 77 estabelecimentos forneceram as notas fiscais de compra dos produtos das distribuidoras. Os dados são tabulados e serão comparados com outros municípios da região que comercializam os combustíveis com valores bem abaixo do que é praticado em Maringá.

 

Em 2017, o órgão de defesa do consumidor realizou investigação semelhante a qual não foi constatada irregularidade quanto a um possível alinhamento de preço. Desta vez a investigação será mais ampla, buscando entender a precificação com base em dados de outras cidades e de outros atores da rede de comercialização de combustíveis.

 

Nos últimos dois anos, o Procon de Maringá tem realizado contato com outros órgão de defesa do consumidor para conhecer ações de combate à abusividade nos preços. Em parceira com o Laboratório de Análises de Combustíveis da Universidade Estadual de Maringá (UEM), realiza análise da qualidade de combustíveis, recentemente dois estabelecimentos foram autuados em R$ 184 mil por comercializar o produto em desconformidade.

 

 


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.