DENGUE: Em Campo Mourão Médicos e enfermeiros recebem treinamento
O enfoque do treinamento foi o tratamento do paciente com dengue

13/02/2020


Profissionais da área médica e enfermagem das redes pública e particular de Campo Mourão participaram na tarde desta quinta-feira (13), de um treinamento sobre tratamento de pacientes com dengue.

A palestra, realizada no auditório da prefeitura, foi ministrada pelo médico epidemiologista da Secretaria Estadual de Saúde, Enéas Cordeiro de Souza Filho.

“Estamos mobilizando os mais diversos segmentos da sociedade nessa guerra que estamos enfrentando e hoje convidamos o doutor Enéas, médico do Estado, para conversar com os profissionais que tratam dos pacientes”, justificou o secretário municipal e Saúde, Sérgio Henrique de Souza, ao lembrar que o município está com 62 casos confirmados da doença. “Estamos prestes a enfrentar uma epidemia”, lembrou o secretário.

Segundo o epidemiologista, o foco do treinamento foi mostrar como diferenciar a dengue de outras doenças, sinais de alarme e como conduzir o paciente para evitar o óbito. “Não é a primeira epidemia de dengue que o Paraná enfrenta, mas cada uma é pior que a anterior e tudo aponta que essa será pior que a de 2016, que foi a maior que tivemos”, ressaltou o médico.

Ele reforçou que a única forma de evitar a dengue é não ter o mosquito infectado. “E isso compete a cada cidadão, pois o principal criadouro é o lixo que está nos imóveis. Qualquer coisa que acumule água é um criadouro. Se não tem criadouro, não tem mosquito e não tem a doença”, observou.

O médico frisou ainda que todos sabem como evitar a dengue, mas nem todos adotam as ações práticas necessárias. “Não é o poder público que tem que tirar o que as pessoas acumulam no quintal. Cada um deve fazer sua parte”, reforça, ao acrescentar que todos os anos o Estado realiza educação continuada, tendo em vista a rotatividade de profissionais na área.

Além de um trabalho contínuo com agentes de endemias, o município também intensificou a fiscalização com as vigilâncias Ambiental e em Saúde, com notificações e multas. “Notificamos caso por caso e vencido o prazo estamos fazendo as vistorias. Quem não se adequou recebe a multa”, explica o secretário de Saúde do município.

 

 

Fonte:ASCOM Campo Mourão


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.