Copel amplia isenções e suspende cortes em residências e hospitais
Medida vale para a área de concessão da Companhia e tem o objetivo de permitir que as pessoas afetadas economicamente pela crise trazida pelo coronavírus possam se organizar para realizar os pagamento

24/03/2020


 

A Copel informa que a faixa de isenção para subsídio da fatura de energia elétrica para famílias de baixa renda será ampliada e que, também, irá suspender por 90 dias, a partir desta quarta-feira (25), os cortes por inadimplência de unidades consumidoras residenciais, inclusive as de baixa renda, além de serviços e atividades consideradas essenciais, conforme a legislação, tais como hospitais e assistências médicas.

A medida vale para toda a área de concessão da Companhia e tem o objetivo de permitir que as pessoas afetadas economicamente pela crise trazida pela pandemia do coronavírus possam se organizar para realizar os pagamentos.

MAIS FAMÍLIAS - O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou em coletiva, na tarde desta terça, o aumento da faixa de consumo que isenta do pagamento as famílias cadastradas na tarifa social de energia elétrica.

Com a ampliação para 150 kWh de consumo por mês, estima-se que 217,5 mil famílias terão as faturas de energia custeadas pelo Governo do Estado, por estes 90 dias.

De acordo com as regras atuais, toda família cadastrada recebe 100% de desconto quando consome até 120 kWh por mês. O aumento desse limite permitirá aumentar o benefício para mais 57,5 mil famílias.

A suspensão dos cortes e outras adequações adotadas pela Copel para o período de contingência se alinham às orientações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão que regulamenta o setor no Brasil. 

Nos casos de pagamento posterior à data de vencimento da conta de luz permanecem as regras anteriores, incidindo multa de 2%, juros de mora de 1% ao mês calculados com atualização diária, e atualização monetária baseada no IGP-M (Fundação Getúlio Vargas).

A cobrança das faturas das demais classes e aquelas anteriores às mudanças anunciadas continuam válidas. Portanto, o consumidor que teve sua energia cortada por falta de pagamento anterior deve quitar o débito e solicitar a religação nos canais de atendimento da empresa.

Todos os serviços operacionais essenciais da Copel continuam funcionando, e a religação será feita no prazo normal.  

 

fonte: AEN/PR


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.