CENSURA: Bienal do Rio garante que não retirará do evento o livro "Vingadores, a cruzada das crianças". Prefeito Crivella havia dito ontem que mandaria retirar todos os exemplares, pois segundo ele, apresentam conteúdos sexuais para menores

06/09/2019


A direção da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro respondeu hoje às afirmações que o prefeito Marcelo Crivella fez ontem através de um vídeo publicado no Twitter em que afirma ter dado ordens para que os exemplares do livro "Vingadores - A cruzada das crianças", fossem recolhidos da Feira pois apresentam conteúdos sexuais e que seriam impróprios. 

Em nota, a direção da Bienal reforçou seu compromisso de dar voz a todos sem distinção: 

 

"A Bienal Internacional do Livro Rio, consagrada como o maior evento literário do país, dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser. Este é um festival plural, onde todos são bem-vindos e estão representados. Inclusive, no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBTQA+. A direção do festival entende que, caso um visitante adquira uma obra que não o agrade, ele tem todo o direito de solicitar a troca do produto, como prevê o Código de Defesa do Consumidor”.

Veja o vídeo do prefeito Crivella

 

 

A direção da Bienal informou também que foi notificada pessoalmente pelo chefe da Secretaria Municipal de Ordem Pública mas que não pretende obedecer.

A prefeitura nega censura mas ameça cassar licença da Bienal Internacional do livro mais importante do Brasil.

 


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.