CASO SANEPAR: "Não vamos fazer acordo; vamos retomar o serviço", diz Ulisses em entrevista a O FATO Maringá
Audiência online de conciliação de hoje (5) no STF termina mais uma vez sem acordo. "Agora basta", diz o prefeito que reassumiu o cargo nesta sexta.

05/08/2022


Por Ligiane Ciola

 

Ulisses Maia concedeu entrevista exclusiva a O FATO Maringá logo após a cerimônia de transmissão de cargo de prefeito entre Edson Scabora e ele. Scabora esteve à frente da prefeitura interinamente nos últimos 20 dias. Questionado pela redação de O FATO sobre como tinha terminado a nova audiência online de conciliação entre Sanepar e Prefeitura no caso da concessão do serviço, Ulisses disse "que agora basta" e que o município vai retomar o serviço. 

"Não vamos fazer acordo; vamos retomar o serviço", disse o prefeito. "O contrato está vencido desde 2010 e a proposta da Sanepar de indenizar o município em R$ 300 milhões e não mexer na tarifa de água e esgoto não atende as necessidades da população e por isso decidimos que é hora de por fim nessa história", disse Ulisses. 

Questionado se já não era hora de fazer um contrato emergencial com a Sanepar que continua à frente do serviço, o prefeito disse que antes de mais nada a Sanepar tem que entregar a administração do serviço à prefeitura e que depois se pensará em um contrato emergencial que pode ser coma própria Sanepar, desde que ela aceite a proposta de redução das tarifas e que na sequência se inicia o processo de licitação dos serviços. 

 

veja a entrevista exclusiva sobre tema concedida a José Carlos Leonel 

 

"Não podemos abrir mão de um patrimônio muito grande da cidade que é o serviço de água e esgoto. Vamos conceder o serviço para a empresa que fizer a melhor proposta e as melhores condições para a população", concluiu o prefeito. 

 

 

AGORA NA TV WEB - O FATO MARINGÁ 

 

 

 

 

 

TRANSCRIÇÃO DA ENTREVISTA EM VÍDEO COM O PREFEITO ULISSES MAIA:

Pergunta de O FATO Sabemos que o senhor teve uma reunião de conciliação, mais uma de conciliação

com a Sanepar e com o STF; temos alguma informação sobre isso, o que vai acontecer?

 

Resposta do prefeito Ulisses Maia“Em relação a Sanepar foi aquilo que eu falei antes de minha viagem, não há proposta de acordo, Maringá tem o contrato com a Sanepar vencido desde 2010; a proposta de renovação da Sanepar não atende o interesse da população na nossa avaliação, porque não mexe na tarifa, não diminui a tarifa, é o que a gente precisa, que derrube a tarifa e que a Sanepar retorne para Maringá mais do evidentemente ela recebe pelo lucro que ela tem aqui na cidade, então, não podemos abrir mão de um patrimônio da cidade muito grande que é o serviço de água e esgoto; então nós não temos o acordo e estamos no processo de retomada para que a gente possa fazer uma nova licitação concedendo o serviço para aquele que oferecer as melhores condições para as pessoas, para o usuário".

 

Resposta do prefeito Ulisses Maia – Tá na hora de falar de um contrato emergencial e também de uma nova licitação?

Resposta do prefeito Ulisses Maia“Nós primeiro precisamos retirar, que a Sanepar devolva para a cidade, evidentemente que ela fazendo isso nós teremos que fazer um contrato emergencial que pode até ser com a própria Sanepar, desde evidentemente que ela atenda os requisitos que o município vai estabelecer, e aí abrir o processo de licitação para que uma empresa que ofereça melhores condições, para que faça a concessão do serviço de água e esgoto”.

 

 

MATÉRIAS RELACIONADAS

11/07/2022 - ADEUS À SANEPAR: Maringá vai abrir licitação para a gestão de água, esgoto e lixo (ofatomaringa.com.br)

 

 

 


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.