ARTIGO: Celsinho e sua importância na história do Londrina Esporte Clube

01/09/2021


foto: Arquivo LEC

Vamos lá… Em tempos de tamanha desesperança, é necessário afirmar que o Dr. Celso Honorato Junior é o único “MITO” que eu conheço e
realmente me importo. Isto posto, entendedores entenderão. 

Somos apaixonados pelo Londrina Esporte Clube, o nosso Destemido Tubarão do Norte do Paraná, com seus defeitos e suas virtudes. Defendo veementemente a tese de que Celsinho tem que ser colocado na galeria dos grandes craques que vestiram nosso manto alviceleste. Não somente pelo mágico futebol em campo, mas como cidadão, igual eu e você.

Não há, na história recente do nosso Tubarão, algum jogador tão vitorioso e carismático, dentro e fora de campo. Faço memória aqui ao
título do campeonato Paranaense de 2014, à Primeira Liga de 2017 e os acessos consecutivos que nos tiraram do limbo da série D, de
Desespero. Quem estava lá em Maringá, no VGDavis, na Final do Paranaense de 14, percebeu que Celsinho ficou fora de si, com raça e
talento em campo e depois da dramática decisão nos pênaltis comemorando como se não tivesse amanhã. Quem de nós nunca??

Celso reúne algumas daquelas características que nos fazem lembrar que somos errantes seres eminentemente humanos. Somos capazes de brilhar e de conquistar, mas podemos sim, bater de frente com nossos patrões, bebericar umas e outras, levantar a voz contra injustiças, cair e se levantar.

Qual o torcedor do Londrina Esporte Clube que não chorou junto com o M1T0, no dia do falecimento do seu pai? Ele continuou concentrado,
jogou, fez gol, ajoelhou e se emocionou. Sob aplausos inclusive dos adversários. Somente isso já seria suficiente para eternizarmos a
mística camisa 10 do Tubarão.

Mais recentemente, quem não ficou perplexo/abismado com os episódios abjetos de racismo estrutural praticados contra ele? Neste sábado
28/08/2021, o presidente do Conselho Deliberativo do Brusque Futebol Clube, foi o racista da vez, talvez desnorteado pela sua incapacidade
em ser o que o Celsinho é, um grande ídolo, exercendo na prática o seu direito de cidadania. O cabelo Black Power do M1T0 é um recado: tire seu racismo do caminho que eu quero passar! E nós passaremos.

Somos acostumados a valorizar o que não é nosso, o que vem de fora. Por vezes esquecemos de dar o devido valor ao santo de casa, no caso, o Doutor de casa. Na semana em que você completa 33 anos M1T0, desejamos saúde, rebeldia, coragem, prosperidade e muitos anos de vitórias com nosso glorioso Tubarão. Muita força na luta! Estaremos do seu lado sempre! Eu me enxergo em você!

Alisson Fernando Moreira Poças, Assistente Social, Pós Graduando
Comunicação Popular & Comunitária, Tubarão desde 1981


Periódico Registrado em 04/09/2018 no Cartório de Registro de Títulos e Documentos e no Registro Civil de Pessoas Jurídicas de Maringá.
Protocolado e digitalizado sob nº 491.574 e matriculado no livro "B" sob nº 51.
Desenvolvido e mantido por Logicomp Co.